Rochas que contam histórias – Arcos de Valdevez

A conciliação da conservação do património natural, material e imaterial, e o desenvolvimento socioeconómico da população são pilares da gestão ambiental nos municípios, sendo a promoção e divulgação junto do público infantojuvenil uma das formas essenciais de atuação.
Nesse sentido, pretende-se dispor de instrumentos de sensibilização e educação ambiental que permitam realçar a qualidade como marca diferenciadora e comunicar os valores naturais do território, disponibilizando informação e apoiando a sua visitação e o seu conhecimento.
De forma inovadora esta operação visa tornar o território classificado de Arcos de Valdevez num grande centro interpretativo onde se vão identificar e interpretar um conjunto diverso de valores naturais com destaque para a geologia e geomorfologia e a sua relação com os restantes valores naturais ali presentes e que é suporte de um conjunto de habitats e de espécimes da fauna e da flora, alguns dos quais protegidos. Trata-se, portanto, de criar condições “in loco” para que a comunidade infantojuvenil e o público em geral possam conhecer os aspetos naturais do seu território, os aprenda a interpretar e desta forma adquira uma maior consciencialização para a proteção da natureza
Assim sendo, este projeto se insere numa lógica global ambiental da Edilidade de vários projetos de promoção, desenvolvimento e o fortalecimento da “eco – personalidade”, pretendendo-se que funcione como estímulo ao desenvolvimento de Indústrias Criativas e outras, assim como, encerra em si mesmo uma forte componente de valorização dos recursos naturais e endógenos, através de estratégias pedagógicas específicas,
Em conclusão pretende-se desafiar a população escolar a explorar, partilhar e refletir sobre as várias temáticas do ambiente, resumidas em 4 grandes objetivos:
• Ser um veículo de promoção e sensibilização ambiental dos cidadãos, enquanto agentes ativos do conceito de eco cidadania, fomentando o desenvolvimento económico, social, cultural e ecológico sustentado;
• Disponibilizar uma ferramenta de aprendizagem que permitirá a concretização de estratégias de valorização, informação e divulgação de uma nova consciência ambiental, que captará, formará e fidelizará púbicos;
• Incentivar ao conhecimento e estudo de temáticas ligadas ao ambiente, da educação e formação cujos temas estejam relacionados com questões da biodiversidade, alterações climáticas e prevenção de riscos, eficiência energética e energias renováveis, reciclagem e uso eficiente de recursos, serviços dos ecossistemas e desenvolvimento socioeconómico à escala local e global;
• Promover o território da Reserva da Biosfera do PNPG, contribuindo para a gestão e promoção dos ecossistemas e desenvolvimento sustentável desta área de excelência ambiental.

De referir que o financiamento global desta empreitada e seu apetrechamento foi realizado através da operação POSEUR-03-2215-FC-000059 – Rochas que Contam Histórias – Arcos de Valdevez, é cofinanciada pelo FC (Fundo de Coesão), programa operacional POSEUR, Portugal 2020, Eixo Prioritário 3 – Proteger o ambiente e promover a eficiência dos recursos, com um investimento elegível de 335.790,03 €, e uma comparticipação comunitária de 310.750,03 €.

Rochas que contam histórias_Arcos de Valdevez